Este ser estranho chamado “punição”

Sou um grande fã do futebol de Luis Suarez.
E esta Copa do Mundo só fazia aumentar minha admiração.
30 dias antes do início do Mundial, “Luisito” aparecia numa cadeira de rodas, após uma pequena cirurgia no joelho.
Sem condição de jogo, mas inscrito, viu sua seleção ser humilhada pela (até então) surpreendente Costa Rica num 3×1 que impressionou o mundo, positiva e negativamente.
Incrivelmente recuperado da cirurgia, entrou em campo no jogo seguinte e, com dois golaços, “ressuscitou” a Celeste Olímpica justamente contra a Inglaterra.
A mesma Inglaterra que viu ele fazer SESSENTA GOLS na ultimas duas temporadas da Premier League.
Mas eis que, no jogo seguinte, ao mesmo tempo que ajudava seus companheiros a vencerem mais uma batalha e mandar pra casa a Tetra Campeã do Mundo Itália, “Luisito” bota tudo a perder…

O que ele fez, pela TERCEIRA VEZ, só me permite definir sua PUNIÇÃO em uma única palavra: justa.
Sim, justa.
Pra nós que estamos acostumadíssimos a conviver com a IMPUNIDADE, nas mais diversas esferas, a PUNIÇÃO realmente surpreende.
Impressiona.
Assusta.
É uma palavra que chega a soar até meio “estranha”, né!?
Punição.
Com “gente famosa” então, credo…
“Nossa, nove jogos + quatro meses + multa; que exagero”.
“Coitadinho, assim ele tá fora da Copa”.
Pois é amigos, bem vindos ao mundo mágico da PUNIÇÃO.
Lhe parece estranho?
Pois pra mim também.
Quando eu disse ali em cima “estamos acostumadíssimo a conviver com a impunidade”, estou incluído também, viu!?
Mas a conta é bem simples, faça comigo.
Pra alguém que MORDE um adversário em campo uma pena de três jogos me parece aceitável.
(Repetindo: o cara MORDEU o seu adversário!)
Uma rápida pesquisa no histórico de Suarez e ali aparecem mais DOIS casos de MORDIDAS em outros adversários, em outros jogos, bem longe da Copa do Mundo.
Pegue esta pena “proposta” de 3 jogos e some a elas a DUPLA reincidência do rapaz.
Uma mordida = 3 jogos.
É a TERCEIRA vez que ele morde alguém?
Então multiplica por 3.
3 x 3 = 9.
9 jogos.
O que tem de errado nisso?
Nada.
O que tem de CERTO uma pessoa MORDER OUTRA numa competição esportiva?
Nada.

Estamos falando de futebol, um esporte de contato, de contato de imposição física.
Para ter FORÇA, o atleta treina.
Para desenvolver habilidade, o atleta treina.
Para desenvolver coletividade, os atletas treinam juntos.
Em nenhuma dessas etapas ele é ensinado a morder.
“Ah, mas e as cotoveladas, cabeçadas, pontapés e etc que vemos todos os dias no futebol?”
Se elas fazem parte da disputa de um esporte de CONTATO FÍSICO, mas forem utilizadas de forma imprudente ou “na maldade”, os árbitros e os tribunais condenam na hora ou depois.
Mas uma MORDIDA não é comparável a NENHUM dos lances citados.
Ela não é um “lance de jogo”.
É única e exclusivamente PREMEDITADA.
E não estou falando de uma mordida.
Nem de duas.
É a terceira.
E esta, no maior evento esportivo do mundo, assistido por BILHÕES de pessoas.
Não há como “passar a mão na cabeça”, me desculpem.
E, repito, aqui fala um cara que é fã do futebol do punido.
Que tem como sua “segunda pátria”, o Uruguai.
Que tem bandeira do Uruguai em casa.
Que torce, vibra e se emociona com eles no futebol.
Que ama este país.
Mas que, dessa vez, entende e concorda com a punição.
E, se seus companheiros de seleção celeste acharam tão “injusta” a punição, que transformem isso em combustível para seguirem perseguindo o título.
A Colômbia e a França estão aí fazendo ótimas campanhas sem suas principais estrelas.

Há exageros da FIFA?
Sim, muitos.
Retirar credencial, mandar embora, proibir o cara de frequentar estádios, aí já acho demais.
Até acho que essa parte da punição deverá ser revista.
Mas pra um cara que está cometendo o MESMO ERRO pela TERCEIRA VEZ, não consigo encontrar nada que me mostre alguma “injustiça” nisso.
E não vou entrar aqui no mérito de outros problemas existentes na carreira de Suarez, como processo por racismo, por exemplo.
Estamos só falando das (acreditem) mordidas.
Que a punição sirva de exemplo definitivo e que ele procure ajuda.
Já deve ter alguns milhões de dólares (merecidíssimos, por sinal) em sua(s) conta(s) bancária(s).
Que invista uma parte disso num tratamento psicológico.
E que volte a brilhar nos campos.
Que coma a grama.
Que morda a bola.
Mas que não tente mais tirar pedaços de ninguém.

@leleolele

Anúncios

  1. Lúcia Bastos

    Oi Lele, o legal não é PUNIR, é aplicar a lei, ser justo. Não discordo de punir, muito menos da quantia de pena aplicada, os 9 jogos. Me INDIGNA, é a extensão da pena: PROIBIR O ATLETA DE ENTRAR NUM ESTADIO DE FUTEBOL DURANTE 4 MESES! A HUMILHAÇÃO que FIFA perpetrou retirando o atleta escoltado do ambiente da sua seleção, não é punição, é HUMILHAÇÃO! Isso é EXCESSO DO PODER DE PUNIR! Existe uma diferença ENORME entre JUSTIÇA e PUNIÇÃO. Justo era tirar ele de jogos, quantos? Te juro que pelo dano causado, uns 2 bastariam. Fora isso, FIFA extrapolou sua jurisdição. Se estivesse no estafe do Luisito, processaria FIFA, danos morais e psicológicos rendem milhões, e Tribunais da Suíça, únicos que podem julgar a FIFA, ADORAM fazê-la pagar. Só para encerrar, no direito desportivo a figura da reincidência existe para punições de uma mesma competição, o que não se aplica no caso em tela. Qualquer MARGINAL vai poder entrar nos próximos jogos da copa do mundo, e o ATLETA Luisito não poderá, você acha isso justo?

    • lelebortholacci

      Como eu disse no post, vejo um exagero da FIFA nas questões “extra campo” como a multa, a proibição de entrar em estádios e a retirada da delegação da Copa. Isso sim é um absurdo. Mas, pela dupla reincidência, os 9 jogos estão proporcionais e justos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s