Dá a braçadeira pra ele, Felipão!

Nesse misto de alegria pela classificação e tristeza pela perda de Neymar para o resto da Copa, temos uma certeza: David Luiz é “O” cara!
É incrível como ele transmite algo positivo, seja em qual situação for.
Confesso que, antes da Copa, eu estava meio “pessimista” com relação a ele.
Era tanto comercial na tv que ele aparecia que eu já tava naquelas de “ih, esse cara tá enchendo os bolsos e não vai jogar nada”.
Muito provavelmente esse meu sentimento vinha da onda negativa que assolou o país com o “não vai ter Copa” e que tudo seria um caos.
Mais um engano pra lista.
A cada jogo que acontece, o “não vai ter Copa” fica mais e mais distante da gente.
Assim como, a cada jogo, David Luiz cresce.
Seja na garra e na segurança que transmite, ou na frieza e na determinação que joga futebol.
Na tensão dos pênaltis contra o Chile, estava lá apoiando e incentivando todos os companheiros, enquanto seu parceiro de zaga (e capitão do time) orava sozinho, de olhos fechados.
David grita.
David orienta.
David lidera.
David faz a gente sentir vontade de TORCER pela Seleção.

Ontem, no momento em que o jogo começava a “encrespar”, ele pede pra bater uma falta.
Era longe.
De uma distância que não basta apenas “colocar” a bola fora do alcance do goleiro.
Precisava, também, de força.
E, obviamente, de direção.
Ele se posicionou quase reto pra bola, contrariando tudo que se aprende nas escolinhas e categorias de base (quem já frequentou uma das duas, sabe que qualquer treinador JAMAIS orienta que você se posicione reto pra bater na bola e sim, num ângulo médio de 45 graus).
Não tomou muita distância.
Bateu “de chapa” na bola.
Ela viaja quase que “parada”.
Sim, parada.
Repare na “Super Câmera Lenta”, a bola quase não gira.
Ganha a altura suficiente e, de repente, começa a baixar.
Nesse exato momento eu já gritei “QUE GOLAÇO!”.
Ela baixa o suficiente pra entrar no ângulo e estufar a rede.
O goleiro Colombiano pulou bem.
Foi alto.
Mas não deu.
Quem, assim como eu, tem na casa dos 41 anos, e acompanhou o futebol das décadas de 80 e 90, certamente lembrou das faltas batidas por Marcelinho Carioca e Neto.
Esses dois fizeram inúmeros gols de falta, bem parecidos.
O truque era sempre o mesmo onde a bola, de repente, começava a descer.
E, quando se bate certo na bola, do jeito que eles batiam e do jeito que o David Luiz bateu ontem, o pulo do goleiro só serve pra deixar a foto mais bonita.
Golaço.

Tão incrível quanto o gol de David, foi sua comemoração.
Saiu correndo com raiva.
Gritando.
Punhos cerrados.
Veias saltadas.
Nada de dancinhas e firulinhas.
Uma corrida frenética na direção da torcida.
Garra.
Vontade de vencer.
Uma comemoração de gol DE VERDADE.
Impossível não lembrar de Falcão comemorando seu gol contra a Itália em 82, na derrota do Brasil por 2×3.

David Luiz é “O” cara.
Não bastando toda essa explícita vontade de vencer que contagia a todos nós, ainda mostrou que é um grande ser humano.
Após o apito final, foi abraçar o recém derrotado James Rodriguez, moleque colombiano de apenas 22 anos que encantou o mundo e, pra mim, é a grande surpresa dessa Copa.
Mesmo sendo o grande símbolo da vitória do Brasil, pediu ao estádio que aplaudisse e reverenciasse o garoto colombiano, que sentia naquele momento, os primeiros segundos do amargo gosto da desclassificação.

David Luiz, não é Golias, mas é um GIGANTE.
David Luiz é, sim, o verdadeiro símbolo da nossa nação.
Ali a gente vê a garra, a vontade de vencer.
A seriedade.
Mas vê também o bom coração, a preocupação com o próximo.
A solidariedade.
Identifica a liderança e a concentração do aluno mais aplicado da turma.
Mas também simpatiza com o cabelo esquisito e despenteado, típico da turminha “do fundo” da aula.

David Luiz é o Brasil.
É o Brasil que quer levantar essa taça.
E, tenho certeza, o Brasil inteiro quer QUE ELE levante essa taça!
Thiago Silva (que hoje teve atuação estupenda) é o atual capitão.
Mas está fora do próximo jogo pelo segundo cartão amarelo.
E já demonstrou que precisa adquirir mais “estrada” pra ser o grande líder em campo.
Felipão terá que entregar a braçadeira de capitão pra alguém.
E esse alguém tem que ser David Luiz.
Eu quero, você quer, todo mundo que torce pela Seleção quer ver David Luiz de capitão.
Ele já é, ao natural, o grande líder deste grupo.
David Luiz é O CARA!
Dá a braçadeira pra ele, Felipão!!!!

@leleolele

PS: montagem abaixo inserida no post, cortesia do meu irmão Luciano Potter.

Falcao David Luiz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s